menu
Topo

Direitos da mulher

Igreja Católica estuda fazer sínodo sobre as mulheres

Max Rossi
Papa Francisco está reavaliando a postura da Igreja em relação às mulheres Imagem: Max Rossi

da ANSA, no Vaticano

12/04/2018 08h57

A Pontifícia Comissão para a América Latina propôs ao papa Francisco a realização de um Sínodo sobre a relação entre a mulher e a Igreja Católica.

A ideia foi proposta no documento final da Assembleia Plenária do órgão, que ocorreu no Vaticano, em março. O tema do encontro era "A mulher, pilar na edificação da Igreja e da sociedade na América Latina".

Veja também

De acordo com o texto publicado nesta quarta-feira (11), "a mudança de época em que estamos imersos e que requer da parte da Igreja uma nova proposta de dinamismo missionário exige uma mudança de mentalidade".

Além de "um processo de transformação análogo ao que o papa Francisco conseguiu concretizar com as assembleias do Sínodo sobre a Família e que agora se propõe com a próxima assembleia sobre os jovens".

"A Igreja Católica, seguindo o exemplo de Jesus, deve estar livre de preconceitos, estereótipos e discriminações sofridas pela mulher", acrescentou a comissão.

O documento ainda aponta que as igrejas locais têm "a liberdade e a coragem para denunciar todas as formas de discriminação e opressão, de violência e de exploração sofridas por todas as mulheres em diferentes situações".

A comissão ainda convidou as instituições católicas de ensino superior a "continuarem aprofundando uma teologia da mulher, à luz da tradição e do magistério da Igreja".

O texto é concluído com um chamado para "promover, em todas as igrejas locais e através de conferências episcopais, um diálogo franco e aberto entre pastores e mulheres comprometidas em diversos níveis de responsabilidade: políticas, empresárias, líderes de movimentos populares e comunidades indígenas".

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!