Universa

Após cesárea de emergência, bebê esperou um mês por vaga

Fabiana Cambricoli

São Paulo

27/03/2017 10h15

A copeira Rosiane Merlone, de 31 anos, passou pela angústia de uma cesárea de emergência, duas hemorragias e ainda ver a filha entubada logo após nascer. Como se não bastasse isso, ainda teve de ouvir dos médicos para "não cruzar os braços" na tentativa de buscar leito especializado para a bebê, nascida com um quadro grave de cardiopatia - como se a transferência da pequena Milena dependesse só do esforço dos pais.

"Os médicos diziam que o caso dela era muito grave e que era para a gente correr atrás de uma transferência com urgência porque eles não estavam conseguindo vaga em nenhum hospital e, a qualquer momento, minha filha podia não responder mais ao tratamento", conta Rosiane, que deu à luz em 9 de outubro, em uma maternidade municipal de São Paulo.

Embora soubesse que sua atuação na busca por leito era limitada, Rosiane tentou tudo para salvar a filha. Procurou a Defensoria e até uma emissora de TV para contar seu drama.

"Mesmo assim demorou mais de um mês para ser transferida", conta a mãe. Após ser transferida, Milena passou por cateterismo e ainda ficou mais três meses internada.

O bebê foi conhecer sua casa só em 17 de fevereiro. "No tempo em hospitais, pegou bactéria, teve AVC (acidente vascular cerebral). Nosso medo era de receber a pior notícia dos médicos. Ainda bem que essa notícia não veio", afirma Rosiane.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa

Topo