Topo

Moda


Moda

Virgil Abloh reúne estrelas para desfile da Off White na semana de Paris

Reuters
Imagem: Reuters

2019-06-20T09:59:22

20/06/2019 09h59

O astro americano do estilo Virgil Abloh produziu um dos grandes momentos da semana de moda masculina de Paris, nesta quarta (19), quando fez Gigi Hadid passar por um campo de cravos brancos em seu desfile da Off White.

Abloh, um dos maiores talentos da moda atualmente, que também dirige a linha de roupas masculinas da Louis Vuitton, trouxe uma série de estrelas para sua primeira fila.

O cantor colombino Maluma, o automobilista Lewis Hamilton e a estrela do K-pop chinês Li Wen Han viram Hadid encerrar o show com um smoking branco oversize adornado com desenhos expressionistas abstratos do artista de grafite nova-iorquino Futura.

Abloh, o primeiro afro-americano a liderar uma grande marca francesa, usou o trabalho do artista veterano com grande sucesso ao longo de sua coleção colorida de verão.

O rapper americano Sheck Wes abriu o desfile em outro conjunto branco decorado com desenhos do Futura, com uma das esculturas do artista, chamada "Nosferatu", surgindo do campo de flores brancas.

Seu exército de modelos pisoteou os cravos - que são um símbolo da inocência - no final do desfile.

Abloh parecia questionar o que os humanos estão fazendo com o planeta, ao abrir o show ao som dos trens a vapor que anunciaram a Revolução Industrial e terminando-o com a canção dos Beatles "Blackbird", supostamente inspirada pela natureza e pelo movimento dos direitos civis dos EUA.

Várias das roupas da coleção, que Abloh chamou de "Plástico", tinham símbolos de reciclagem ao lado de seu próprio logotipo.

O estilista introduziu uma linha de capas semelhantes a cobertores em seu streetwear, com seus tênis de sempre substituídos por sandálias com meias e botas de caminhada.

Uma grande retrospectiva do trabalho prolífico de Abloh em arte, moda e design foi inaugurada no Museu de Arte Contemporânea de Chicago na semana passada.

O estilista belga Walter van Beirendonck criou o show mais colorido e diferente do dia, que ele chamou de "Witsblitz", cheio de super-heróis atômicos.

Onde Van Beirendonck lançou combinações de cores de vanguarda, Glenn Martens, seu compatriota da Y/Project, fez uma desconstrução das roupas cotidianas, de modo que "um bolso se torna uma manga, um colarinho se abre e se transforma em uma ombreira, uma bomber jacket pode ser usada de cabeça para baixo".