menu
Topo

Casamento


Dinamarca exige que pais façam curso online antes de se divorciarem

2019-04-05T12:29:12

05/04/2019 12h29

Na Dinamarca, casamentos podiam ser desfeitos em um piscar de olhos, sem necessidade de um período de reflexão ou de se apresentar a um juiz. Mas agora, casais com filhos terão de passar por um curso online para dissolver sua união.

Desde 1º de abril, segundo o novo código de divórcio, cada pai ou mãe terá de ter feito um módulo de 30 minutos, disponível de forma gratuita e que foi concebido para ajudá-los a navegar sua nova vida com seus filhos. Caso contrário, o casal deverá permanecer junto.

Os casais com filhos menores de idade vão precisar esperar três meses, durante os quais devem fazer o curso online, antes que seu divórcio seja realizado. O curso faz parte do programa "Cooperação após o divórcio", uma plataforma online criada por pesquisadores da Universidade de Copenhague e adotada pela classe política como um passo fundamental para os casais que se separam.

No caso de separação de casais não casados oficialmente, os pais também podem acessar o programa gratuito se o solicitarem. Mais da metade das crianças dinamarquesas nascem fora do casamento.

Disponível na internet e também em aplicativo para celular, o programa tem, ao todo, 17 módulos e oferece soluções específicas para situações potencialmente frustrantes: da organização de aniversários a viagens escolares. Não há garantia de que futuros divorciados vão usar todo o programa.

A Dinamarca registrou quase 15 mil divórcios em 2018, quase metade (46,5%) dos casamentos celebrados naquele ano. Hoje, 70% das crianças moram com ambos os pais, enquanto em 1980 eram 85%.