menu
Topo

Transforma

Mulheres protagonizam um mundo em evolução

Unicef condena casamento de menor de idade na Malásia

Silva Júnior/Folha Imagem
Imagem: Silva Júnior/Folha Imagem

da AFP, Kuala Lumpur

19/09/2018 08h56

O Unicef condenou nesta quarta-feira o casamento de uma adolescente de 15 anos e um homem de 44 anos na Malásia, país com outros casos similares.

A adolescente, que não teve o nome divulgado, se tornou a segunda esposa do homem em julho graças à autorização de um tribunal islâmico no estado rural e conservador de Kelatan, informou a imprensa local.

Veja também


Em junho, o casamento de uma tailandesa de 11 anos de uma família pobre com um rico negociante de borracha de 41 anos, também em Kelatan, provocou grande polêmica nol país.

Na Malásia, a idade legal para o casamento é 16 anos, mas as adolescentes muçulmanas abaixo da faixa etária podem receber a autorização de um tribunal religioso para o matrimônio.

"É inaceitável que novamente casem uma criança com um homem adulto", denunciou Marianne Clark-Hattingh, a representante na Malásia do Fundo das Nações Unidas para a Infância.

"É urgente que o governo adote uma mudança legislativa para proibir esta prática", completou.

A vice-premier da Malásia, Wan Azizah Wan Ismail, afirmou que o Serviço Social entrou em contato com a adolescente, que tem 12 irmãos e irmãs e mora com os pais no distrito de Tumpat.

Mas ela reconheceu que não há possibilidade legal de impedir este tipo de casamento.

Na Malásia, os tribunais islâmicos têm prerrogativa para decidir questões familiares e religiosas da população muçulmana, que representa 60% dos 32 milhões de habitantes do país.

De acordo com o jornal The Star, o pai da adolescente aprovou o casamento para que a filha consiga escapar da pobreza.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Transforma