menu
Topo

Diversidade

Papa recomenda psiquiatria para homossexualidade detectada na infância

Gregorio Borgia/AFP
Papa Francisco fala sobre pais e filhos gays, durante viagem de volta da Irlanda, onde esteve no fim de semana Imagem: Gregorio Borgia/AFP

da AFP

27/08/2018 08h58

O papa Francisco recomendou que os pais recorram à psiquiatria quando constatarem tendências homossexuais em seus filhos na infância, em uma entrevista coletiva no avião que o levou de volta a Roma após uma viagem à Irlanda.

Um jornalista perguntou ao pontífice o que diria aos pais que observam orientações homossexuais em seus filhos.

Veja também

"Eu diria, em primeiro lugar, que rezem, que não condenem, que dialoguem, que deem espaço ao filho ou filha", respondeu o papa.

Também afirmou que os pais devem levar em consideração a idade da criança.

"Quando é observado a partir da infância, há muito que pode ser feito por meio da psiquiatria, para ver como são as coisas. É outra coisa quando se manifesta depois dos 20 anos" disse Francisco.

"Nunca direi que o silêncio é um remédio. Ignorar seu filho ou filha com tendências homossexuais é uma falha da paternidade ou maternidade", declarou.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!