Topo

Diversidade

Madri celebra 40º aniversário de sua marcha do Orgulho Gay

AnjoKanFotografie/Getty Images
Imagem: AnjoKanFotografie/Getty Images

Da AFP

07/07/2018 19h33

Com bandeiras do arco íris, música festiva e reivindicações, milhares de pessoas encheram as ruas do centro de Madri no 40º aniversário da primeira marcha do Orgulho Gay na capital espanhola.

Depois de receber em 2017 a celebração do World Pride, a capital espanhola demostrou de novo a potência de sua movimento LGTB com uma marcha que contou com a participação de dois ministros do novo governo socialista de Pedro Sánchez e da prefeita de Madri Manuela Carmena.

Veja também: 


"Defendemos que os direitos e liberdades formalmente reconhecidos tenham conteúdo material, que têm substancialmente, mas ainda podemos avançar muito mais", disse o ministro do Interior, Fernando Grande-Marlaska, o primeiro abertamente homossexual.

Com o lema "Conquistando a igualdade, TRANSformando a sociedade", milhares de pessoas ocuparam o Paseo del Prado, enfrentando o forte calor madrilenho e aplaudindo a passagem dos coloridos carros de som com música e dançarinos.

A reivindicação do movimento LGTB se concentrou um pedir uma lei que reconheça o direito de autodeterminação de gênero dos transsexuais e que a igualdade reconhecida por lei seja garantida no dia a dia.

Este ano também se comemora o 40º aniversário da primeira marcha do Orgulho na capital espanhola em 1978, três ano depois da morte do ditador Francisco Franco, que perseguia o movimento.

Em outra capital europeia, Londres, milhares de pessoas também participaram da marcha do Orgulho Gay, que percorreu pontos emblemáticos da cidade, como Picadilly Circus, Regent Street e Trafalgar Square, invadidos por uma bandeiras de arco íris.

Cerca de 30.000 pessoas pertencentes a 472 organizações participaram do desfile.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!