Topo

Universa

Ex-modelo Waris Dirie escapou de tentativa de estupro durante seqüestro

10/03/2008 12h20

VIENA, 10 Mar 2008 (AFP) - A ex-modelo de origem somali Waris Dirie, embaixadora da ONU contra a ablação clitoriana, que ficou desaparecida durante três dias em Bruxelas, esteve seqüestrada durante dois dias e escapou de tentativas de estupro, informou seu advogado à agência de notícias austríaca APA.

Na sexta-feira, depois de ser encontrada pela polícia belga, Dirie falou de "um mal-entendido" e disse que vagou por Bruxelas sem dinheiro, documentos ou telefone durante três dias.

De acordo com seu advogado, Gerald Ganzer, e seu empresário, Walter Lutschinger, a ex-modelo, de 43 anos, foi seqüestradada durante dois dias pelo motorista de táxi que a levaria de volta ao hotel de sair de uma boate.

Durante o seqüestro, o indivíduo tentou violentá-la várias vezes, mas não conseguiu. O agressor a libertou dois dias depois em Bruxelas, acrescentaram as fontes.

Dirie tem ferimentos no ombro e nas pernas, segundo o empresário.

Seus representantes explicaram que a ex-modelo manteve silêncio ante as autoridades porque não queria voltar a falar do assunto. Ela se encontra em estado de choque.

Dirie informou ainda que o agressor não era o homem com quem foi encontrada na sexta-feira.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa