Topo

Universa


Universa

Eleve o nível! Dicas para se tornar especialista em sexo oral

Gabriela Guimarães e Marina Oliveira

Colaboração para o UOL

2017-05-20T04:00:00

20/05/2017 04h00

Sexo oral é praticamente uma unanimidade entre homens e mulheres. Mas, para surpreender nas preliminares, há técnicas que podem fazer toda a diferença e dar muito mais prazer. Conheça, a seguir, algumas delas e prepare-se para receber muitos elogios.

Fontes consultadas: Anaí Valentina, coach sexual e idealizadora do curso de formação profissional em Coaching Sexual do Instituto Anna Neves, em Florianópolis (SC). Julia Sanches, sexóloga do site Sex Coach Brasil. Samara Marchiori, sexóloga.

Veja também:

Sexo oral para ele:

  • Explore todas as zonas de prazer

    As áreas mais excitantes para eles são a glande (a cabeça do pau), o frênulo (o freio que está entre a pele e a glande) e o períneo (região entre o escroto e o ânus). Para estimular esse último ponto, no entanto, é preciso cautela, principalmente se ele nunca foi tocado durante a relação. Há homens que temem o estímulo anal, muitas vezes, por puro preconceito.

  • Glande e períneo ao mesmo tempo

    Experimente estimular simultaneamente, usando a boca e as mãos. Chupe a glande e o comprimento do pau todo, ao mesmo tempo em que faz movimentos circulares, suaves, com o dedo polegar, sobre a região do períneo.

  • Usa a técnica de "torcer calcinha"

    Também vale alternar carinhos aplicados com a boca e com as mãos, para intensificar o prazer. O movimento feito com as mãos para torcer uma calcinha, por exemplo, pode ser repetido em volta do pênis, entre um movimento de sucção com a boca e outro. Nesse caso, uma mão deverá ser colocada cerca de dois centímetros abaixo da cabeça do pau, enquanto a outra ficará na base. Ao rotacioná-las para lados contrários, aplicando pressão moderada, a excitação dele chegará ao grau máximo.

  • Prolongue a experiência

    Sempre que sentir que ele está perto de gozar, você pode deixar de chupar e passar a beijar alguma outra parte do corpo. Mas é preciso manter as mãos no pau para não cortar o clima. Ao perceber que ele se recuperou, volte para o oral. Mas procure não retardar o orgasmo do moço mais do quatro vezes --a partir daí, a experiência pode ser dolorosa para ele. Quando chegar a hora de gozar, aperte um pouco o pênis, para intensificar o orgasmo.

  • Molhe e seque

    Não economize na saliva: muitos homens fantasiam com o pau completamente encharcado. Você também pode umedecer as mãos com lubrificante comestível. O segredo é descer com a boca aberta, molhando todo o pênis. Em seguida, subir sugando todo o líquido.

  • Testículos, não se esqueça deles

    Embora esquecidos por muitos durante o sexo oral, eles são uma fonte de prazer e tanto. A dica é abocanhá-los, com cuidado, enquanto as mãos estão no pau. Como os testículos ficam um pouco mais rígidos com o pênis ereto, é possível chupá-los suavemente, ou apenas rode a língua em volta deles.

  • Observe o que ele gosta

    Para ser ainda mais prazeroso, o sexo oral deve ter um ritmo constante. Mas é bacana ele ditar a velocidade desses movimentos. Para descobrir como ele gosta de ser estimulado, vale pedir que o seu par se masturbe na sua frente. É a oportunidade de perceber se ele prefere movimentos mais rápidos ou mais lentos, por exemplo.

  • Conte com os acessórios certos

    O acessório Egg, da marca japonesa Tenga, pode ser usado durante o sexo oral, entre um movimento de sucção e outro. Trata-se de um ovo com abertura, feito de material flexível, que é encaixado no pau. O interior do acessório é texturizado, para aumentar a sensação de prazer. Há, também, sprays que tiram a sensibilidade da garganta e permitem colocar uma porção maior do pênis na boca, como é o caso do produto Mais Profunda, vendido pela marca brasileira HotFlowers.

Sexo oral para ela:

  • Dê muita atenção ao clitóris

    O clitóris é a chave do prazer dela. São oito mil terminações nervosas só nessa região, o dobro das áreas sensíveis do pênis. Aliás, para saber se a mulher está gostando, observar o clitóris é uma boa pedida: ele vai ficando mais inchado à medida que aumenta o nível de excitação.

  • Cuidado com movimentos bruscos

    O ideal é que a língua realize toques suaves. Embora o clitóris seja "o" local, não é para focar apenas nele e nem para pressioná-lo com muita firmeza - o que ocasionaria dor, em vez de prazer. Melhor que isso é trabalhar ao redor dele, alternando movimentos com a língua.

  • Imagine beijar a vagina

    Experimente fazer o sexo oral como se estivesse beijando uma boca. Não só a língua deve trabalhar, mas também os lábios. Coloque a boca no topo da fenda vaginal e, com a língua, passe a fazer um movimento ascendente, internamente. Beije toda a área e os grandes lábios para proporcionar muito prazer à ela.

  • Comece com a calcinha

    Uma dica é evoluir bem devagar nas preliminares. Funciona, por exemplo, beijar a virilha ainda com a calcinha, e, depois, usar as mãos para apertar as coxas dela. Na sequência, beije a vagina sobre a calcinha, puxe a calcinha para o lado, passe a língua e volte a posicionar a calcinha no lugar. Esse jogo de vai, mas não vai, pode potencializar o desejo dela.

  • Movimente-se durante o oral

    Toque os seios dela e puxe o quadril dela contra o seu rosto, sem medo de se lambuzar. As mulheres, quando estão plenamente excitadas, abrem mais as pernas e movimentam o quadril em direção à boca do par.

  • Ritmo é fundamental

    Manter o ritmo da estimulação é bastante importante para fazer a mulher gozar. Para não cansar, você pode começar alternando velocidades e fazendo pausas. Mas, na hora em que ela estiver próxima de atingir o orgasmo --com a respiração alterada e mordendo os lábios -, apenas siga em frente, numa constante, para prolongar o prazer.

  • Penetre-a com o dedo

    Com o dedo médio, é possível penetrar a mulher, com o intuito de pressionar o ponto G, ao mesmo tempo em que a boca estimula o clitóris. Só é preciso certificar-se de que a área está lubrificada antes de usar as mãos -- para garantir o prazer dela, sem nenhum tipo de incômodo. O melhor é colocar o dedo curvo na vagina, com a palma da mão virada para cima, tocando a região em sua parte superior.

  • Aproveite o que os sex shops têm de bom

    Os géis térmicos ajudam, porque vão esquentar e sensibilizar a vagina. Há, também, os cremes que causam formigamento, os chamados vibradores líquidos. Durante o sexo oral, recorrer ao vibrador tradicional para estimular diferentes regiões da vagina também é uma boa alternativa e vai colaborar para aumentar a sensação de prazer dela.

Mais Universa