menu
Topo

Moda

Joias, luxo, romance: série "The Crown" faz todo mundo sonhar com a realeza

Do UOL, em São Paulo

14/12/2016 10h11

A família real britânica costuma ser referência quando se trata de moda e estilo --basta ver que qualquer traje usado por Kate Middleton, a duquesa de Cambridge, some das prateleiras em questão de horas.

Mas antes dela, e antes de Lady Diana, havia o estilo discreto, mas bem poderoso, da monarca em pessoa,  Elizabeth 2ª. E são as pérolas, diamantes e vestimentas alguns dos principais atrativos da série "The Crown", exibida pela Netflix.

A série retrata os primeiros anos de Elizabeth como rainha dos britânicos, aprendendo a lidar com o peso da Coroa. E não falta motivo para suspirar com o figurino --e imaginar como seria ter costureiros famosos e uma caixa de joias bem recheada à disposição...

  • Robert Viglasky/Netflix

    Diamantes são os melhores amigos de uma rainha

    Muitas das cenas em "The Crown" reproduzem alguns dos trajes e joias mais marcantes de Elizabeth 2ª (na série, interpretada por Claire Foy). É o caso da tiara conhecida como Cambridge Lover's Knot (foto). A peça, criada em 1914, tem 19 arcos cravejados de brilhantes e 19 pérolas. Foi muito usada pela rainha nos anos 1950.

    A Lover's Knot também foi uma das peças preferidas da princesa Diana, que recebeu a joia como presente de casamento, em 1981. Com a morte de Lady Di, a peça voltou para os cofres da monarquia. Recentemente, ela retornou à cena mais uma vez, quando Kate Middleton a utilizou em eventos diplomáticos.

  • Divulgação

    Um casamento de sonho

    A tradição do casamento com toques de contos de fada não começou com William e Kate (nem com Charles e Diana). A boda da então princesa Elizabeth Windsor foi motivo de festa nas ruas da Grã-Bretanha, em 1947. Era, afinal, o primeiro grande evento no país após a Segunda Guerra Mundial, razão mais do que suficiente para banquetes e grandes bailes.

    Não foi um casório-ostentação, já que Lilibeth (apelido da rainha para os íntimos) precisou levar em consideração as questões orçamentárias do país. Mas os diamantes e pérolas compareceram --e o vestido da noiva ditou moda na época. De quebra, para quem sempre pensou em um príncipe encantado, Philip Mountbatten (interpretado na série por Matt Smith) cumpre muito bem o papel, charmoso em seu uniforme militar.

  • Divulgação

    Um palácio (ou dois)

    Seja na residência oficial de Buckingham Palace, seja nos campos escoceses de Balmoral (a residência de férias da família), a longa lista de funcionários a serviço da rainha é de dar inveja. Afinal, não ter de pensar em arrumar a cama ou lavar a louça são coisas que todo mortal deseja, mesmo se não vier com o título de nobreza junto. Imagine, então, ter costureiros, maquiadores e mordomos à disposição todo o tempo!

  • Divulgação

    Vida fashionista

    Elizabeth pode ser a rainha e ter as joias mais chamativas e a atenção maior dos súditos... Mas vamos dizer a verdade: às vezes, o protocolo e as obrigações de uma rainha são de dar medo. E há quem diga que, em "The Crown", os melhores figurinos e a melhor maquiagem são mesmo da irmã da monarca, a princesa Margaret (Vanesa Kirby, na série). A ficção, nesse caso, reproduziu bem a realidade: Margaret sempre foi considerada a "fashionista" da família, relacionada com artistas e músicos de vanguarda, aproveitando a vida com festas e romances.