Moda

Conheça os diferentes tipos de jaqueta e saiba como usá-los

Do UOL, em São Paulo

11/07/2016 19h27

Mais leves e práticas que os casacos, as jaquetas são as queridinhas dos brasileiros nos dias frios. Como nosso inverno não costuma ser rigoroso em muitas regiões, a peça é coringa quando as temperaturas caem.

A maioria dos modelos de jaqueta é unissex ou tem opções masculinas e femininas. Mas não pense que são todas iguais. Existem diferentes versões e nomes. Abaixo, conheça as nove principais jaquetas clássicas da moda.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Varsity

    A jaqueta varsity, ou letter jacket, é tradicionalmente usada por estudantes dos Estados Unidos que querem representar o orgulho de pertencer ao time da escola ou universidade. O modelo, que geralmente tem corpo de feltro, mangas de couro e punhos elásticos, se tornou um ícone norte-americano, mas saiu das escolas e invadiu o moda. Unissex, essa jaqueta pode ser usada tanto com looks esportivos, quanto em visuais mais casuais. Na foto, o rapper Chris Brown harmonizou as cores da peça com as do xadrez da camisa.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Bomber

    Semelhante à varsity, mas menos bufante e sem o look colegial, a bomber é a jaqueta do momento. Ela já é vista nas mais diversas cores, estampas e texturas. A ocasião para usá-la depende do material em que é feita. Se for cheia de brilho e paetê, vira uma peça descolada para a balada, um modelo de tweed até pode ser usado no trabalho e um super estampado ajuda a compor um vestidinho básico.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Chanel

    Criado em uma época em que a feminilidade dominava a moda, a estilista francesa Gabrielle Chanel inovou, em 1954, com seu casaqueto de tweed, que se tornou um ícone da marca. A peça foi inspirada pelo guarda-roupa masculino e tem linhas retas e simples, proporcionando maior conforto e flexibilidade às mulheres. Hoje, é um clássico e sinônimo de elegância. O modelo pode ser uma boa substituição do blazer para o trabalho e vai bem com camisa, saia e calça de alfaiataria. Também ajuda a trazer mais requinte para o visual casual, como mostra Vanessa Paradis (foto) e até cai bem para aquecer looks de festa de casamento.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Esportiva

    De zíper e em material leve, geralmente sintético, o modelo serve não apenas para praticar atividade física nos dias frios, mas também para dar um toque esportivo a qualquer visual. Para o dia a dia, é legal combiná-lo com jeans, camiseta e tênis ou até inovar e deixar um look com vestido mais casual e descolado.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Jeans

    Febre dos anos 90, a jaqueta jeans nunca saiu de moda. Para um look mais moderno, fuja do visual todo jeans e combine a jaqueta com outras peças que não envolvam o material. A atriz Emma Roberts (foto) apostou no básico de blusa branca e calça preta, mas as possibilidades que a jaqueta jeans dá são infinitas. Só tome cuidado e evite-a em ocasiões formais que exigem mais rigor do visual.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Perfecto

    Ícone da rebeldia dos anos 50, a jaqueta perfecto, ou biker, foi adotada pelos motoqueiros e roqueiros até cair nas graças da moda. O modelo clássico é feito de couro, com zíper de metal transpassado e golas amplas. Hoje é usada por pessoas de diversos estilos e é um coringa do guarda-roupa de inverno. Tanto no visual feminino quanto no masculino, a jaqueta combina com tudo e pode ser usada nas mais diversas ocasiões e horários.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Puffer

    O modelo com gominhos e enchimento é esportivo e ideal para os dias mais frios. Com recheio sintético ou de plumas, funciona isolando o vento e mantendo a temperatura do corpo. Príncipe Harry (foto) fugiu do visual todo esporte e combinou a jaqueta com camisa e calça social. Existem opções com pelo no capuz que podem ser usadas também para compor o look de sair à noite.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Harrington

    Foi criada em 1937, em Manchester, na Inglaterra, e ganhou o nome popular de "Harrington" depois que o ator Ryan O'Neal interpretou o personagem Rodney Harrington na série "Peyton Place" usando a jaqueta, em 1964. O modelo se caracteriza pelo forro xadrez, zíper frontal, gola com botões, punhos e barra ajustados. Os modelos clássicos são masculinos, mas também podem ser usados pelas mulheres, como faz a atriz Kristen Stewart (foto). Para um look casual, tanto feminino quanto masculino, combine-a com jeans, camisa e bota com sola tratorada ou tênis de cano alto. As cores neutras são as que mais combinam com o visual da jaqueta.

  • Imagem: Divulgação/flying-jacket.com
    Divulgação/flying-jacket.com
    Imagem: Divulgação/flying-jacket.com

    Aviador

    Com forro de pele de carneiro, a jaqueta inventada pelo paraquedista Leslie Irvin, unia conforto e proteção na mesma peça. Criada nos anos 40, foi muito usada pelos pilotos da força aérea britânica na Segunda Guerra Mundial. Passados 30 anos, o modelo começou a ser comercializado ao público e desde então é um item clássico da moda. Como é de couro com pele, a peça é bem quentinha e protege contra o frio nos dias mais gelados. Os homens podem usá-la em visual do dia a dia e também para o trabalho, com camisa e até gravata. Os modelos femininos costumam ser mais curtos, ajustados e caem bem com calças apertadas, que equilibram as proporções da volumosa gola.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
Ana Aoun
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Ana Aoun
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Ana Aoun
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Topo