menu
Topo

Beleza

Cicatriz: é possível suavizá-la sem cirurgia plástica; conheça tratamentos

Getty Images
Imagem: Getty Images

Paula Roschel

Colaboração para Universa

17/10/2018 04h00

A cicatriz é um tecido fibroso formado após lesão da pele por trauma ou procedimento cirúrgico. Ela pode ficar avermelhada por algum tempo, passando ao formato esbranquiçado quando a região superou completamente o ferimento. Muitas pessoas assumem tais marcas como parte de sua história, outras cobrem as cicatrizes com tatuagens e algumas preferem tentar amenizar sua aparência por meio de tratamentos estéticos.

Para quem quer diminuir as cicatrizes, o jato de plasma e o laser Dermablate são opções cada vez mais comuns em clínicas:

Veja também

O jato de plasma promete fazer milagres na pele, como apagar micropigmentação de sobrancelhas e estrias, melhorar a firmeza das pálpebras e diminuir cicatrizes brandas: "A descarga de plasma (como é chamado o quarto estágio da matéria) sobre a pele permite restaurar o potencial elétrico original da célula, aumentando a hidratação e deixando a região mais firme. O resultado dessa ação estimula a produção de colágeno e fibras elásticas, melhorando a pele danificada pelo sol, nivelando rugas e sua superfície (cicatriz)", explica a dermatologista Patrícia Mafra, da Clínica Volpe, São Paulo.

Apenas a camada exterior da pele é atingida, e há uma espécie de dano termal: "Esse calor liberado pelo jato causa um tipo de contração, que promove a reestruturação do tecido, ficando assim mais homogêneo", explica a esteticista Edy Guimarães, São Paulo.  

Dor e efeitos colaterais

A sessão, entretanto, não é das mais confortáveis; mas dá para utilizar pomadas anestésicas para amenizar o incômodo existente. Após o tratamento, o paciente pode sentir a sensação de queimação por algumas horas. Os resultados da técnica começam a aparecer sete dias após a primeira aplicação, sendo que antes disso o aspecto da região é de pele áspera e queimada. O protocolo completo para diminuir cicatrizes conta com, em média, cinco sessões, com intervalo de 15 dias entre elas.

Mesmo com esse boom em popularidade, alguns médicos olham para a técnica com ressalvas: "O jato de plasma está sendo utilizado por profissionais fora da área médica para amenizar diversos tipos de lesões de pele, porém de forma equivocada. Seus efeitos colaterais são hematomas, vermelhidões, manchas escuras e, por vezes, outras cicatrizes", alerta o dermatologista Abdo Salomão, de Guaxupé (MG). 

O problema também é levantado pela esteticista Bruna Marcon, de Piracicaba (SP): "Tenho recebido inúmeros casos de pessoas que tiveram queimaduras graves e manchas após o jato de plasma. Ele pode ser benéfico sim, mas deve ser feito por profissional que domina a técnica. Também é essencial um acompanhamento na fase de recuperação. O paciente precisa passar cremes, ter extremo cuidado com exposição solar e voltar ao profissional ao menor sinal de dano", enfatiza.

Borracha a laser

Para quem quer resultados impactantes sobre cicatrizes mais evidentes, o novo laser Dermablate, com tecnologia Erbium:YAG, tem sido considerado uma saída promissora, relativamente confortável e segura. Ele pode ser utilizado em praticamente qualquer área do corpo e face, com ponteira especial para cicatrizes e sessão dolorida, porém em menor escala se comparado a outros tipos de laser, como o de CO2. 

"O laser Erbium:YAG consegue amenizar cicatrizes hipotróficas (larga, deprimida e flácida). Seu efeito colateral pode ser o escurecimento da região tratada, no caso de pessoas de pele mais escura, porém o equipamento tem formas diferentes para amenizar este efeito", explica a cirurgiã plástica Alessandra Haddad, especializada em laser, de São Paulo.

"Um protocolo completo, com o mínimo de três sessões, resolve as questões que envolvem cicatrizes e o tratamento é rápido. Dependendo da região, a sessão dura cinco minutos", finaliza a médica.

Jato de Plasma

O que é? Técnica que envolve dano termal da superfície da pele para que ela passe por regeneração e tenha linhas e marcas amenizadas.
Resultados esperados: Diminuição de cicatrizes brandas e aumento da firmeza da pele.
Duração: Em média, 15 minutos por sessão, dependendo do tamanho da cicatriz.
Quantidade de sessões: Mínimo de três sessões para protocolo completo.
Contraindicação: Pessoas com marcapasso, problemas cardíacos e gestantes.
Manutenção: O intervalo é de 15 dias entre sessões. Após protocolo completo, avaliação anual.
Valor da sessão: R$ 400 por sessão.

Dermablate

O que é? Laser com tecnologia Erbium:YAG utilizado para amenizar cicatrizes e ajudar no rejuvenescimento da pele.
Resultados esperados: Pele mais homogênea e com tom por igual.
Duração: A partir de três minutos, dependendo da extensão da lesão.
Quantidade de sessões: Mínimo de três sessões, uma por mês, para protocolo completo.
Contraindicação: Pessoas de peles mais escuras.
Manutenção: Não há.
Valor da sessão: A partir de R$ 1.500

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!