menu
Topo

Horóscopo


Fevereiro de 2019: oportunidade rara para realizar sonhos e corrigir erros

Tookapic/Pexels
Imagem: Tookapic/Pexels

Barbara Abramo

Da Universa, em São Paulo

01/02/2019 00h00

Com Saturno e Netuno em um de seus ângulos mais favoráveis à felicidade já no início do mês de fevereiro, teremos a chance de realizar alguns projetos e sonhos do coletivo, especialmente nas áreas das artes e da cultura. Este aspecto e, portanto, esta oportunidade deverá durar pouco tempo -- e é rara.

No Brasil, o período também será uma chance para corrigir desvios e erros dessa nova caminhada que se iniciou em janeiro.

A primeira semana do mês está repleta de bons aspectos astrológicos que trazem boas novidades. A Lua nova em Aquário, no dia 4, fortalece a natureza criativa e experimental dos aquarianos na área da tecnologia, signo que também é ascendente do Brasil. Este será um momento de destaque para o país neste setor.

Em ângulo favorável, Sol e Júpiter expandirão negociações internacionais, comerciais ou não, além de movimentarem os debates sobre leis nas áreas da educação, comunicação e justiça. Um bom momento para repensar os caminhos escolhidos. Pronunciamentos importantes devem ocorrer entre os dias 7 e 10.

Na segunda semana, Mercúrio entra no signo de Peixes. O que isso significa? É possível que aconteçam mal-entendidos nas comunicações, que terão pouca clareza. No entanto, esportes aquáticos e artes, especialmente visuais, se beneficiarão deste período.

Chuvas e temporais podem trazer problemas e trapalhadas no trânsito também nesta semana. Uma conjuntura astral explosiva entre os dias 12 e 13 ainda pode resultar em instabilidade energética, acidentes e problemas nos campos da aviação e dos eletroeletrônicos.

Como este aspecto afeta o mundo todo, também pode significar a ocorrência de um ataque cibernético importante.

A Lua crescente em Touro destaca o debate sobre mídia, educação e transportes, exigindo um posicionamento do governo federal. Em seguida, Marte entra em Touro no dia 14, abrindo um período delicado para o Executivo em Brasília, que pode estar sujeito a ataques e forte oposição às suas propostas.

A segunda quinzena reforçará ainda mais o bom momento para as artes, já que Vênus e Netuno formam um aspecto harmonioso entre os dias 16 e 17. Nestes dias, no entanto, é preciso estar atento (a) em relação a enganos e fraudes, além de mal uso do dinheiro, especialmente o público.

Entre os dias 17 e 19, Sol e Urano oferecem uma boa oportunidade para tomar decisões inovadoras ligadas à ciência, pesquisa espacial, tecnologia, aviação e eletroeletrônica. Sendo outro aspecto de alcance mundial, podemos esperar novidades nestes campos internacionalmente.

Também neste período, Vênus e Saturno em conjunção colocam em xeque conceitos e discussões sobre o envelhecer, o que pode afetar as reformas propostas pelo novo governo para a Previdência. 

A entrada do Sol em Peixes no dia 18 inaugura o momento mais ativo e movimentado do mês. Com múltiplos aspectos dinâmicos envolvendo Mercúrio, Vênus e Sol, debates devem expor controvérsias e dificuldades de negociações para os governantes.

Mesmo entre aqueles que ocupam os mais altos cargos de Brasília, o consenso parecerá difícil, graças a falsas promessas e erros de interpretação resultantes do encontro entre Mercúrio e Netuno, que dificultam a comunicação.

Com a Lua cheia em Virgem no dia 19, o Brasil precisará fazer acordos internacionais delicados para que não tenha que abrir mão de fontes importantes. Questões como a relação diplomática com a Venezuela, com o Mercosul, com a China e com os países árabes podem tomar mais atenção e exigir posicionamento firme do governo. 

Na última semana, o Sol em sextil a Marte favorece atividades comerciais marítimas, as artes visuais, a música e o turismo. A onda de emigração também poderá aumentar, já que brasileiros procurarão (e devem encontrar) horizontes mais acolhedores fora do país a partir de fevereiro. Leis internacionais irão ajudar esse movimento migratório.

Fevereiro se encerra com um a Lua minguante em Sagitário trazendo um questionamento importante sobre o papel da Justiça e de seus representantes. Tratados internacionais também poderão ser renegociados.

Mais Horóscopo