menu
Topo

Horóscopo

Setembro de 2018: medo do futuro e desconfiança do que virá

 Max McKinnon
Setembro de 2018: medo do futuro e desconfiança do que virá Imagem: Max McKinnon

Barbara Abramo

Da Universa, em São Paulo

01/09/2018 00h00

Artes e comunicação estarão em alta em setembro. Com Mercúrio e Vênus em ângulo suave e Saturno e Urano em sintonia, o mês terá inovações tecnológicas para ambas as áreas. 

Saturno retomará seu movimento direto no dia 6, na mesma semana em que Mercúrio, regente das comunicações, formará ótimo aspecto com ele e com Urano. O resultado? Movimento também na política: medidas conservadoras poderão agitar os debates. Empresas de mídia ou ligadas a elas deverão se destacar.

A Lua nova em Virgem, no dia 9, próxima ao aniversário do Brasil, no dia 7, trará uma boa dose de desencanto em relação a imagens e ideias percebidas como falsas. Haverá esperança, mas ela se misturará ao clima de rancor e desconfiança resultantes de experiências ruins anteriores.

Veja também

O cenário se tornará ainda mais turbulento a partir do dia 10. No céu, Marte retornará a Aquário, o que intensificará os debates ideológicos. Em tensão a Urano, acontecimentos inesperados poderão romper com a ordem estabelecida na área de energia elétrica ou telecomunicações, seja no Brasil ou no mundo. 

Nos dias 11 e 12, informações desencontradas afetarão a bolsa de valores, resultado da tensão entre Mercúrio e Netuno. Troca de gentilezas indigestas entre candidatos à presidência e a relação explosiva entre eles e a mídia também estarão em destaque.

No dia 17, um acordo importante entre figuras de poder da política nacional que aconteceu entre portas fechadas poderá ser anunciado. 

A partir do dia 22, Sol e Mercúrio em Libra iniciarão um período de negociações, não só entre nossos políticos, como entre o Brasil e outros países. O clima de incerteza e desconfiança produzirá mais atitudes conservadoras na economia e na política também. 

A Lua cheia em Áries do dia 24 será uma das mais tensas do ano e a necessidade de negociação vai bater de frente com a incerteza em relação ao futuro. Saturno brecará transformações. A saída estará no trígono entre Sol e Marte, que entre 25 e 29 deste mês farão uma boa conexão entre coragem e justiça.

Se as desavenças se multiplicaram no meio de setembro, no fim do mês haverá como encontrar uma via de conciliação, mesmo que pouco convencional. Na política e na economia, objetivos comuns se tornarão ferramentas de cooperação: a possível, não a ideal.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Horóscopo