Horóscopo

Céu de dezembro de 2017: novos arranjos, correções e limites mais claros

Getty Images
Confira as previsões para dezembro de 2017 Imagem: Getty Images

Barbara Abramo

do UOL, em São Paulo

01/12/2017 00h00

O último mês de 2017 começa animado pela associação entre o expansivo Júpiter e o universalista e inspirado Netuno, sinalizando uma primeira semana ótima para as artes nacionais e também para empresários ensaiarem a abertura de novos mercados no âmbito mundial. Também na primeira semana, Vênus entra em Sagitário, favorecendo o comércio internacional, o turismo, o mercado editorial, as relações internacionais. A educação, a filosofia e o direito serão temas mais constantes dos debates, já que a sociedade estará mais aberta para a importância disso. Mais fôlego ainda para movimentos culturais nestes dias iniciais de dezembro! Incrementando ainda mais a tendência, acordos e projetos de longo prazo podem ser firmados entre 4 e 7 de dezembro, quando a conjuntura astral estará bem favorável para isso!

Veja também

Para reforçar ainda mais esse pique, a Lua nova em Gêmeos, no dia 3, ativa a política nacional. Promessa de movimento, novidades e destaque para as oposições ao Governo Temer. Muito diz-que-me-diz a partir daí, mas as negociações vão e vem – o que for discutido somente será consolidado perto das festas de final de ano. Com Mercúrio retrógrado em Sagitário, entre 3 e 22 de dezembro, teremos um período de revisões, renegociações e rearticulações políticas.

Na segunda semana, o astro da luta pela vida, da competição e do combate, Marte, entra no intenso, estratégico e resistente Escorpião. Uma passagem bastante importante para o Brasil, já que Escorpião, como sempre sublinhamos, é o signo que representa o poder executivo central do país*. Marte promete uma temporada de brigas pelo poder nos altos escalões e a competição pode adquirir tons mais dramáticos ainda no decorrer da segunda quinzena.

Ainda na segunda semana ocorre a minguante lunar em Virgem, no dia 10, abrindo a fase de intensas revisões e adaptações do que (já) está sendo discutido nos bastidores do poder desde o início de dezembro. Ao mesmo tempo, Mercúrio e Urano em ótimo aspecto, entre 9 e 10 de dezembro, cria o cenário perfeito para soluções inovadoras para a área de TI, além de favorecer arranjos inusitados entre as oposições – a maioria deles ficará oficial entre fins de dezembro e meados de janeiro de 2018.

A Lua nova em Sagitário ocorre no dia 18, será a última em (muitos) anos na qual Sol, Lua e Saturno estarão unidos neste signo. Lua nova poderosa, pois aponta desfechos, conclusões, finalizações, conscientização de que é chegada a hora de encerrar um modelo de vida, valores, comportamentos e etc. É uma despedida de um modo de vida também, de valores e maneiras de proceder que estarão anacrônicas em pouco tempo.

A mais impactante e duradoura novidade astral deste mês vem realmente de Saturno, que entra em Capricórnio para um trânsito que irá até dezembro de 2020. Trânsito astral importantíssimo para o Brasil. Pois promete novos arranjos, correções, cortes e limites mais claros nas relações entre Governo Federal, ministérios, deputados, senadores e partidos políticos.

Explicando melhor: se na primeira quinzena temos a impressão de grandes medidas sendo gestadas, muito movimento e declarações, será a partir de 20 de dezembro que Saturno, o planeta da realidade, do tempo e dos limites entra no seu modo mais justo e equilibrado, em Capricórnio. Signo de ‘seu domicilio’, simboliza a atualização de um modelo esgotado, a ressignificação de instituições e da representatividade política. Capricórnio é signo racional, planejador, conta com tempo para construir algo sólido. Esperamos então uma temporada em que tudo o que não tiver solidez, se desmanchará no ar, mesmo. Exigente, sério, ambicioso, disciplinado, implacável, frio, racional, prático... o que mais se diz por aí do prático e realizador Capricórnio? Muitos dizem que esse longo trânsito - até dezembro de 2020 – representa uma guinada forte para o conservadorismo em todas as suas manifestações e graus. Mas provavelmente não, pois trata-se de um planeta em pleno poder e capaz de agir com equilíbrio e senso de propriedade.

Uma rápida olhada na história do Brasil ajuda a compreender a importância do trânsito de Saturno em Capricórnio. Nas vezes em que o astro transitou aí, no século 20, momentos importantes ocorreram. Em 1929, a necessidade de rearticulação do poder e da economia, devido ao crack da Bolsa de Nova York (ocorrida em outubro anterior). Mais adiante, em 1959, JK rompe com o FMI, e no fim do ano a revolta de Aragarças, uma tentativa de golpe militar contra o Governo. Na sequência dos trânsitos, em 1988 foi promulgada a nova Constituição Brasileira (5/10/1988) e criado o PSDB - e no fim do ano, a SUDENE. E, agora, entre dezembro de 2017 e dezembro de 2020, mais uma vez Saturno transitará Capricórnio.

Será ainda na terceira semana que começa também, oficialmente, o verão no hemisfério sul. Com o Sol entrando em Capricórnio, seguido por Vênus em 25 de dezembro, os dois astros formando uma forte conjunção com Saturno, temos o prenúncio de um fim de ano realista, em que a alegria de viver o momento presente é valorizada, sem o glamour, a rigidez tacanha, o justicialismo, o fanatismo e o desperdício do período anterior (quando Saturno estava em Sagitário).

No fim do ano, clima astral energético e movimentado novamente, com a Lua crescente no pioneiro e apaixonado Áries, no dia 26, trazendo novos olhares e ares para o ano que nos aguarda, e que será de muitas novidades astrais também!

* De acordo com o mapa astral da Independência do país, em 7/9/1822, sempre utilizado como um dos apoios para prospecções futuras sobre o Brasil.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Horóscopo

Topo